YouTube diz ‘basta’ a conteúdo ofensivo e promete medidas drásticas

YouTube diz ‘basta’ a conteúdo ofensivo e promete medidas drásticas

A posição mais firme surge depois de vários anunciantes terem ameaçado deixar de usar a plataforma para exibir os seus anúncios.

O YouTube passará a combater ativamente vídeos com conteúdo questionável e ofensivo, procurando voltar a ganhar a confiança dos anunciantes que recentemente mostraram o seu desagrado com a exibição dos seus anúncios em páginas de vídeos com discurso de ódio.

“Por fim, não nos ficaremos simplesmente em suspender anúncios. A equipa do YouTube está a prestar muita atenção às diretrizes da nossa comunidade para determinar que conteúdo é permitido na plataforma e não só o conteúdo que pode ser monetizado”, escreveu Philipp Schindler, executivo da Google.

Schindler confirmou que foram denunciados “vários casos em que os anúncios de marcas apareceram em conteúdo que não estava alinhado com os seus valores”, com algumas a terem chegado a ameaçar deixar de usar a plataforma de vídeos da Google.

“A partir de hoje estamos a tomar uma postura mais firme com conteúdo de ódio, ofensivo e depreciativo. Isto inclui remover anúncios mais eficazmente de conteúdo que esteja a atacar ou assediar pessoas com base nas suas raças, religiões, géneros ou categorias semelhantes. Esta mudança permitir-nos-á entrar em ação quando apropriado em maiores conjuntos de anúcios e sites”, explicou Schindler.

Close Menu