Matias Damásio: “Entendo que os jornalistas tenham de arranjar formas de sobreviver”

Matias Damásio: “Entendo que os jornalistas tenham de arranjar formas de sobreviver”

“Existem aí umas fofocas, mas são muito baixinhas, nada que nos afecte. Falar sobre feitiço é um pouco complicado. É uma coisa muito estranha para nós que estudamos, trabalhamos e nos dedicamos”, disse o cantor, esta segunda-feira, durante a conferência de apresentação dos seus próximos concertos, na Casa 70, em Luanda.

Ainda na actividade, que teve lugar no espaço Brás Som, no Miramar, o renomado artista, que se mostrou despreocupado com o que paira na boca do povo, considerou ser este o “momento ideal” para um encontro com o seu público.

“Estamos num bom momento. Os próprios fãs dizem isso e a Casa 70 acaba de confirmar ao anunciar que os lugares para sexta-feira estão quase esgotados, portanto, só temos de continuar a trabalhar. Tenho já confirmado o Mago D’Sousa como meu grande convidado e, muito em breve, anunciarei uma voz feminina”, afiançou o artista.

Ainda em relação às informações recentemente publicadas pelos órgãos de comunicação, Matias acusou os jornalistas de serem os principais fomentadores de algumas inverdades acerca da sua pessoa.

“Entendo que os jornalistas também arranjem formas para comer e sobreviver. É assim no Brasil, é assim em Portugal, e Angola não pode fugir à regra. Não podemos querer só viagens e concertos lotados sem ter alguns boatos. Eu, particularmente, sou vítimas de muitas polémicas, mas isso em nada condiciona o meu trabalho”, declarou.

De realçar que os referidos espectáculos de Matias Damásio estão agendados para os dias 6 e 7 do corrente mês. Para esses eventos, o cantor reservou um repertório musical composto por cerca de 19 temas, que resultam de uma viagem aos sucessos das suas quatro obras discográficas.

Close Menu